Você está em:

Serviços

Saiba tudo o que podemos fazer por você.

Aqui você encontra as informações necessárias sobre os nossos serviços, mas, caso ainda fique alguma dúvida, estamos à disposição para lhe atender. 

Angioplastia Coronariana

Categoria: Hemodinâmica

O que é?

A Angioplastia Coronariana é um procedimento minimamente invasivo, empregado para corrigir eventuais obstruções/estreitamentos nas artérias coronárias, através de um cateter-balão. Ao comprimir as placas de ateroma contra a parede da artéria, a angioplastia aumenta a luz da artéria para melhorar a passagem de sangue até o coração. Em consequência, o coração recebe mais sangue e funciona melhor. Hoje a maioria das angioplastias ocorrem com implante de stent, uma malha de metal que fica aderida a parede do vaso após insuflação do balão, mantendo o vaso aberto. Os stents podem ser convencionais ou farmacológicos, quando recebem uma medicação para diminuir a chance do stent obstruir sua luz (reestenose).

A angioplastia (desobstrução das artérias por um cateter-balão) também pode ser realizada em outros vasos do corpo além do coração (angioplastia periférica), como nas artérias do pescoço (carótidas), nas artérias da perna, do abdome (aorta) e outras.


Como é o procedimento?

A técnica inicial é a mesma descrita no cateterismo cardíaco. Através de anestesia local e punção de uma artéria, geralmente na virilha, o seu médico irá prosseguir com a introdução do cateter-guia, avançando até as artérias do coração. Após a realização da cinecoronariografia, e visualização da anatomia das artérias coronárias por meio do contraste iodado, segue-se a identificação do local de maior estreitamento do vaso a ser tratado. Através do cateter-guia é introduzido um cateter menor e mais flexível até a sua coronária. Na ponta deste cateter há um balão especial de plástico, na maioria das vezes com um stent de metal em seu exterior, que deverá ser conduzido até o local exato da obstrução. Quando este estiver na posição correta, ele será insuflado para comprimir a placa de gordura contra a parede da artéria, até que a obstrução seja eliminada. O balão é retirado e o stent permanece na parede do vaso, mantendo-o aberto.



O que ocorre após o procedimento?

Após a angioplastia, geralmente você será encaminhado à unidade coronária, devendo permanecer em repouso em uma cama por pelo menos 6 horas. Durante este período, será registrado frequentemente sua pressão arterial, seus batimentos cardíacos, além da realização de eletrocardiogramas e exames sanguíneos. A sua internação no hospital se resumirá, geralmente, em 1 a 2 dias.

O maior risco de complicações ocorre durante o procedimento e nas primeiras 12 horas. A maioria das complicações são consideradas leves: pequenos hematomas e sangramentos, reações nauseantes e arritmias cardíacas que podem ser prontamente revertidas pelo médico. As complicações maiores (infarto, derrame e óbito) são raras, somando em torno de 0,5 a 1% dos casos.

Antes da alta, seu cardiologista irá lhe informar o resultado da angioplastia, os remédios que você deverá tomar, as precauções a serem tomadas, além de orientá-lo quanto ao retorno de suas atividades, que pode variar de caso-a-caso. Durante a consulta de controle, ele poderá pedir um teste de esforço para comprovar a eficácia da angioplastia.

 

Dr. Tannas Jatene

Médico Cardiologista do Hospital do Coração Anis Rassi

Saiba quais são os convênios atendidos e faça seu pré-agendamento aqui.

Ligamos para você